Veja todo processo de reciclagem para cartuchos de toner!

Uma Introdução sobre Tecnologia de Reciclagem de Cartuchos de Toner.

1 –Impressoras laser

A primeira impressora a laser foi fabricada no ano 1983, por uma equipe formada por Hewlett – Packard e a Canon. Na realidade tudo começou com Chester Carlson inventor da máquina de Xerox. Esta invenção foi à base da corporação Xerox. Vinte anos após desta invenção um empregado da Xerox inventou uma impressora a laser, seu nome era Gary Strakweather, ele construiu o primeiro protótipo, que imprimia uma página por minuto com resolução de 500 DPI, ainda assim a Xerox não sentiu a demanda, e vendeu o projeto para a companhia Canon. A Cânon construiu o primeiro cartucho no ano 1975.

Seu funcionamento baseia-se na utilização do raio laser como forma de imprimir uma imagem latente num intermediário, o cilindro fotocondutor orgânico (mais conhecido como OPC) e sua posterior transmissão para o papel com o toner através dos seis passos da impressão a laser:

1 – Descarregamento e carregamento do “OPC”

2 – Exposição

3 – Revelação

4 – Transferência.

5 – Fusão.

6 – Limpeza.

*(As marcas são propriedade de seus detentores e são usadas aqui apenas como referência)

2- Cartuchos

Os cartuchos e seus componentes são, juntamente com o Toner a matéria prima básica da remanufatura. Um cartucho de Toner que não estiver em condição de uso poderá ser reciclado completamente de forma a voltar a funcionar sendo que o remanufaturador terá condições não apenas de recarregar, mas verdadeiramente remanufaturar limpando as peças, corrigindo problemas ou substituindo as partes danificadas. Mesmo cartuchos danificados terão valor comercial para o remanufaturador posto que os mesmos poderão suprir algumas peças em boas condições que serão úteis para a reciclagem de outros cartuchos similares

1) Originais “OEM”

– São produzidos pelos fabricantes das impressoras.

– São novos.

2) Compatíveis

– São produzidos por outros fabricantes.

– São novos.

– Seu preço é um pouco menor que o original.

3) Remanufaturados

– São cartuchos originais vazios remanufaturados por um processo especial que inclui o teste, a limpeza, a substituição de peças, a recarga e controle de qualidade de impressão.

– Permitem obter economias de ordem de 40%.

– Cada vinte cartuchos permitem economizar o valor de uma impressora.

– Cada cartucho reciclado evita o gasto de 5 litros de petróleo na fabricação de um cartucho novo.

– Não danificam as máquinas (são os próprios cartuchos de fabricantes originais que recebem uma nova carga e peças).

– Não invalidam a garantia da máquina (o consumidor não pode ser obrigado pelo fabricante a utilizar suprimentos especificados pela fábrica).

– Imprimem a mesma ou até maior quantidade de páginas que o original “OEM”.

3-Remanufatura, Recarga, Reciclagem

A remanufatura consiste em uma seqüência de procedimentos para tornar utilizável um cartucho de impressão cuja carga esgotou-se. Na linguagem comum é sinônimo de recarga ou reciclagem de cartuchos, entretanto os termos apresentam um significado um pouco diferente para os profissionais da área.

A remanufatura é entendida como o processo feito adequadamente de maneira a permitir a obtenção de um cartucho em estado equivalente ao original. No caso de cartuchos de toner inclui a substituição de peças.

A recarga é o ato ou operação de colocar toner no cartucho, entende-se como o procedimento de um usuário, sendo inadequado para um profissional. No caso do toner é totalmente inadequado, pois a recarga pura e simples através de furos no reservatório de toner como era feita nos primeiros cartuchos não efetua a remoção do toner da “lixeira” o que acarreta no seu trasbordamento após algum tempo de uso e causa imensos transtornos ao cliente desacreditando o nosso mercado. Além disto ao efetuar-se uma simples recarga não são limpos os contatos internos nem substituídas as peças danificadas causando possíveis problemas a curto ou médio prazo durante o uso do cartucho. A RECARGA É APENAS UM DOS PASSOS DA REMANUFATURA OU RECICLAGEM DE UM CARTUCHO DE TONER.

A palavra mais genérica, reciclagem, é usada basicamente para ressaltar o aspecto social e ecológico importante sem ater-se a pormenores do processo.

4- Qualidade (Característica) do Cartucho Remanufaturado

O cartucho remanufaturado apresenta característica equivalentes ao original. Isto ocorre porque uma de suas matérias primas básicas é o cartucho vazio. As características desse cartucho determinam as faixas adequadas de propriedades da outra matéria prima básica, o pó de toner, isto aliado à avaliação e substituição, quando necessário, de suas peças feito por técnico qualificado garantem a reciclagem correta do cartucho obténdo-se um produto similar ao original.

5- Forma de Recarga

A recarga é uma parte do processo de remanufatura que consiste em colocar o toner no cartucho.

A remanufatura de cartuchos de Toner é um processo exclusivamente manual que consiste de 10 etapas que não podem ser negligenciadas.

1. Teste de impressão prévio e analise.

2. Abertura do cartucho.

3. Desmontagem das peças.

4. Limpeza de resíduos de Toner antigo.

5. Limpeza de contatos.

6. Limpeza de peças.

7. Avaliação das peças e substituição se necessário

8. Recarga.

9. Remontagem.

10. Teste de impressão final

Talvez o passo mais importante seja o teste de impressão em impressora. Este passo muitas vezes é negligenciado, o que constitui uma falha imperdoável de remanufatura. Não há como saber se o cartucho está em condições para venda sem que ele seja testado individualmente e a impressora constitui o equipamento mais adequado para isso. Para quem começa este é seguramente o maior item de custo.

O cartucho pode não passar pelo teste de impressão, neste caso usaremos está impressão mais os conhecimentos obtidos de remanufatura e a tabela com exemplos para identificação de problemas que recebemos durante o curso Ink Press para deduzirmos onde falhou a remanufatura e a seguir reiniciaremos o processo para reparar a falha e assim subseqüentemente até obter o sucesso na reciclagem do cartucho.

6- Recargas sucessivas

Um ponto geralmente mal compreendido é a quantidade de vezes que um mesmo cartucho pode ser recarregado e imprimir corretamente. Em diversas publicações podem ser encontradas incluso tabelas de recargas sucessivas.

O fato é que não é possível prever quantas vezes pode-se reutilizar um cartucho médio trazido por um fornecedor ou cliente normal. O histórico de cada cartucho é sempre desconhecido, quando foi produzido originalmente, como foi estocado, quantas páginas foram por ele impressas e de que forma, qual o estado da impressora em que foi utilizado, entre outras variáveis que se somam ao modelo de cartucho para determinar a sua vida útil.

Então o máximo que podemos fazer é dizer que com um bom tratamento por parte do remanufaturador e a substituição das peças à medida que for necessário à vida de um cartucho de toner poderá ser muito longa superando varias e subseqüentes recargas.
Por esta razão, ao contrario do caso de jato de tinta, é possível fazer um negócio baseado apenas na reciclagem do cartucho trazido pelo próprio usuário cliente e a substituição das partes necessárias.

7-Propriedades dos Toners

As toners para remanufatura devem atender uma série de requisitos para permitirem o melhor desempenho de um negócio de recarga, o cumprimento de todos eles de forma adequada é essencial para evitar problemas técnicos com os cartuchos.

Tabela 2. Propriedades Básicas de Toners.

Propriedades Explicação
Atoxicidade Os toners não podem ser nocivos.
Distribuição Granulométrica equilibrada O tamanho das partículas dos Toners deve ser o mais próximo possível do tamanho médio.
Resistência à estocagem Tanto antes como depois da recarga o toner deve ser estável e nas condições de embalagem e armazenamento.
Adequação à temperatura de fusão Os toners deverão ter a sua temperatura de fusão adequadas à especificação de temperatura dos rolos fusores de cada maquina
Compatibilidade Com o cartucho e com o meio (papel) de impressão.

Uma Análise do Negócio

1 -Legalidade

A remanufatura é um procedimento legal e honesto podendo ser efetuado desde que de forma idônea e correta

Não existe legislação específica, contudo se enquadra nos mesmos moldes da recauchutagem de pneus, retificação de motores e da reciclagem de materiais em geral.

Cuidados especiais devem ser tomados para identificação dos cartuchos e em sua correspondente entrada como material no processo devendo haver os correspondentes recibos e notas dos cartuchos vazios.

O cartucho deve ser corretamente identificado com uma etiqueta onde apareça a palavra remanufaturado ou reciclado ou recarregado e preferencialmente cobrindo a etiqueta original.

Deve-se deixar claro que o produto é o cartucho e não o pó, pois a legislação proíbe vender material em embalagem alheia. Segue também que o cartucho deve ser embalado em caixa ou sacola com os dizeres remanufaturado ou reciclado ou recarregado.

Além disso, a caixa deve conter as indicações de fornecedor e validade e ser distinguível do produto original.

A única maneira de transformar a remanufatura em uma operação ilegal é a falsificação, o ato de fazer o cartucho passar por um cartucho de outra procedência, basicamente por original. Entretanto isso é ilegal em qualquer atividade.

Fora isso o máximo que pode haver é um problema de identificação, as caixas, as etiquetas e mesmo a propaganda devem deixar claro ao consumidor, primeiro que o produto é remanufaturado, segundo que ele é de procedência distinta do original.

2 – Escolha de fornecedores

O seu fornecedor de toner e suprimentos deve ser selecionado cuidadosamente, pois é seu parceiro mais importante do qual depende em grande parte o sucesso do empreendimento.

Devem ser analisados pontos como:

– a ausência de conflitos de interesse (um fornecedor de toner e suprimentos que vende cartuchos remanufaturados não pode ter um profundo interesse no sucesso de um competidor)

– a informação conceitualmente abrangente através de cursos com professores qualificados, material didatico abrangente, atualizações disponíveis com frequencia e principalmente a capacidade de formação de técnicos em remanufatura com profundo conhecimento teórico (O remanufaturador deve estar apto a responder teoricamente a todas as duvidas de seus clientes pois somente pela sua segurança ao responder estará transmitindo segurança e confiança para o seu produto, o treinamento apenas pratico ou nas instruções de manipulação é insuficiente)

– a especialização na área (uma empresa sem outro interesses além de recarga)

– relevância em produtos de consumo (máquinas e equipamentos são comprados poucas vezes, já toners e suprimentos representam o sangue que corre nas veias do negócio)

Estes resultados devem ser somados a itens mais corriqueiros como preço, prazo de entrega e atendimento para determinar o parceiro ideal para o sucesso.

3- Estimativa de Custo

Para determinar o custo de um cartucho remanufaturado devem-se separar quatro cálculos:

– o primeiro, mais simples, é o calculo do custo direto , aquele custo que é encontrado na internet na maioria dos “sites” e artigos sobre recarga, usualmente como única indicação de custo, o qual consiste em determinar e somar o valor das matérias primas e peças usadas na recarga.

– o segundo é o calculo do custo da mão de obra que representa um custo variável fortemente relacionado com região , escala e sistema de produção.

– o terceiro e o mais imponderável e variável, sendo determinado por condições de mercado; o custo do cartucho vazio

– por último aparece o custo do investimento, neste item esconde-se a problemática maior da análise do empreendimento e uma apreciação errada pode levar ao insucesso de todo o negócio.

A. Custo Direto dos Materiais

Deve ser determinado, cartucho a cartucho, insumo por insumo e calculado o seu custo final, ou seja, o seu custo posto nas dependência de remanufatura.

B. Custo de Mão de Obra Direta

Considerando um operário de custo total de R$ 600,00 por mês, com uma jornada de trabalho de 8 h e 22 dias úteis por mês.

C. Custo do Cartucho Vazio

O cartucho vazio tem um preço determinado pela lei da oferta e demanda, número de máquinas de cada modelo vendidas no país e até influenciado por falsificadores que podem pagar um preço mais elevado pelos cartuchos. Em resumo o preço pago pelo cartucho irá variar de varias formas não dependendo em si pelo seu tamanho ou componentes, mas sim principalmente pela sua atratividade para a remanufatura.

A tabela que apresentaremos neste ponto, fruto do acompanhamento do mercado durante todo o ano de 2003, não foi elaborada com o intuito de uma fixação de preços devendo servir apenas como uma observação da situação atual e uma base de cálculo realista.

Utilizamos dois preços um chamado de inferior, que parece refletir as condições em regiões mais afastadas dos centros urbanos e outro chamado superior que indica valores nesses centros. Nenhum deles reflete casos extremos uma vez ainda hoje é possível obter alguns poucos gratuitamente e no outro extremo há remanufaturadores pagando até 50% acima do preço superior.

Finalmente para cada preço fornecemos o valor de compra que é o valor que irá ser pago ao fornecedor do cartucho e o custo efetivo calculado dividindo o valor de compra por 90%, admitindo por simplicidade, para fins de cálculo que o índice de recuperação é de aproximadamente 90% para todos os cartuchos, pois apesar da inspeção previa ainda teremos alguns casos de perdas. O custo efetivo corresponde a ratear o valor total dos cartuchos vazios entre aqueles nos quais foi possível a remanufatura e representa quanto realmente custa o cartucho para a remanufatur

Investimento em Impressoras:

Apesar de que as boas práticas de remanufatura estabeleçam a necessidade da compra de uma impressora para cada tipo de cartucho reciclado, o custo das mesmas é bastante elevado e mesmo as leves de segunda mão tem valores no entorno de R$ 1.500,00 e as médias da ordem de R$ 4.000,00, sendo assim, o remanufaturador que está iniciando no negocio irá procurar limitar o número de cartuchos com que ele trabalha e se possível utilizar o próprio equipamento do cliente para efetuar o teste de impressão. Consideramos para efeito de nossos cálculos que o empreendedor A não fará inicialmente o investimento em impressoras.

4- Considerações finais;

Mundialmente este é um dos campos que mais cresce na atualidade, o mesmo ocorre no Brasil onde atualmente vendem-se 1.300.000,00 novas impressoras de jato de tinta por ano e 90.000 novas impressoras laser por ano. O número pode parecer muito menor porém, se considerarmos que a média de tinta em cartuchos de jato é de 30 ml ,ou seja 30 gramas, sendo para o toner 250 gramas em média, e que se consome para cada caso 1 cartucho mês, teremos um crescimento do mercado anual em 468 ton de tintas inkjet e 230 ton de toner.

Devido à enorme variedade de cartuchos o preço e lucro de cada um poderá variar muito por isto nossos cálculos foram expressos em valores médios do mercado procurando estabelecer uma condição realista do negocio.

Este texto foi uma breve introdução que permite vislumbrar de um ponto de vista real a extensão do amplo e fértil campo de negócios que é a remanufatura. Para entender efetivamente sobre a remanufatura e sobre o empreendimento de reciclagem torna-se necessário o assessoramento de vendas adequado, as matérias primas corretas e um curso específico completo.

Fonte: Ink Press do Brasil

www.diamondbrasil.com
Soluções para consumidores exigentes.

Telefone para contato: 55 (11) 5564-2600

Anúncios

15 comentários sobre “Veja todo processo de reciclagem para cartuchos de toner!

  1. Parabens pelo otimo post, muito esclarecedor, realmente se vê que a Diamond Brasil se preocupa com seus cliente, esclarecendo para nós muitas duvidas.. e pra ser sincero.. eu não sabia que se gasta 5 Lt de petroleo para cada cartucho novo.. Vivendo, Lendo e Aprendendo..
    Abraços e sucesso a todos meus colegas.

  2. Muito boa, proveitosa e esclarecedora esta matéria. Com objetividade e de modo direito traz as informações básicas, seja para o reciclador ou para o consumidor final. Informação útil. Conhecimento não é propriedade de ninguem, só tem valor se for compartilhado. Párabens.

  3. OLHA SO SEU COMENTARIO FOI BOM MAIS O SLARIO DE UMA PESSOA QUE FAZ RECICLAGEM N E MUITO BAIXO PELO OQ EXPOSTA COM CHEIROS DE PRODUTOD QUIMICOS E ALEM DO PO DOS TONERS TAMBEM CONTEM FERRO O SALARIO ONESTA PARA ESSAS PESSOAS ESTAO LONGE DE SER BOM POR TUDO QUE PASSAM TRABALHO COM ISSO A 5 ANOS E NAO ACHO ISSO JUSTO SOMOS UM CATEGORIA QUE NAO TEMOS MUITO PREVILEGIOS . OBRIGADO PELO ESPAÇO FELIZ 2009

    • Muito boa e esclarecedora a matéria. Aqui na empresa me vi obrigado a providenciar a recarga dos cartuchos. E a matéria me ajudou.

      Quanto ao amigo Gustavo, realmente o salario deve ser aumentado mesmo, para que possam fazer um curso de português.e redação.

  4. Mto bom..mas muito desatualizado, essa fonte é da INKPRESS feito em 2004.
    Esta no site da INKPRESS.COM.BR
    Tente colocar coisas novas, não repetições das outras empresas, isso não gera mérito nenhum para vc, como as pessoas acima estão fazendo.
    Valeu o esforço.

    • Olá Rafael

      Sim, esse artigo foi retirado do site da Inkpress, conforme está escrito no final do post.
      Embora não possamos informar quando o artigo foi escrito, podemos garantir que desde que foi publicado aqui no blog, em 2008, já ajudou muitas pessoas. Não vemos problemas em republicar aqui no blog matérias interessantes e sempre temos o cuidado de colocar os créditos e informar onde foi publicada originalmente.

      Obrigada pelo contato!

  5. eu gostaria de faser uma ante projeto sobre reciclagem de cartucho de toner sou da faculdade ruy barbosa de salvador e preciso faser um ante projeto sobre o assunto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s