Noticia de Mercado! Como a curva ABC ajuda a gerenciar o estoque?

29 novembro, 2016 at 3:42 pm Deixe um comentário

VF01

CONTROLE DE ESTOQUE

Gerir o estoque de uma empresa pode parecer uma tarefa simples, mas, administrar as quantidades com maestria é uma arte, e poucos gestores têm se empenhado para essa tarefa. O resultado desse desleixo com as quantidades armazenadas se reflete em prejuízos gradativos, geralmente mascarados por um ou dois produtos que apresentam boas vendas, enquanto os demais estão levando seus lucros para o ralo. Isso é mais comum do que o esperado, tendo em vista que produtos parados no estoque representam muito mais que o seu valor de custo, eles acumulam ali todos os gastos para a sua manutenção, logística e além disso representam uma estimativa de vendas malfeita.

Mas como evitar situações como essa?

A curva ABC apresenta uma metodologia relativamente simples, e bastante eficaz no processo de gerenciamento de estoque. A partir dela, será possível catalogar seus produtos por níveis de importância (A, B, C) e então identificar aqueles que representam maior retorno para o seu negócio. A partir da identificação desses produtos mais rentáveis, o gestor deverá focar na manutenção de seus estoques de forma extremamente atenciosa, garantindo a continuidade dos benefícios obtidos por meio de suas vendas. Quanto aos demais produtos, poderão receber menos atenção, e seu estoque responderá positivamente até ser esgotado e eliminado do catálogo, junto com os prejuízos que ele poderia trazer.

O princípio base para esse cálculo é o seguinte, afirmando que 80% da riqueza de uma população se concentra em apenas 20% da mesma, repassando essa teoria para o contexto aqui debatido, 80% da sua renda estará concentrada em apenas 20% de seus produtos, e, mesmo que pareça estranho, é verdade! Esse tipo de curva irá auxiliar na identificação dos produtos mais importantes em seu faturamento, levando em conta apenas um determinado período, e como em todos os cálculos em sua empresa, é necessário que os dados fornecidos sejam verdadeiros e exatos. Vamos aos cálculos!

Passo 1:

Catalogar os produtos

É necessário ter cadastrados em seu sistema ERP, ou descritos em sua planilha, todos os produtos a serem considerados no cálculo. Após esse requisito prévio, calcule as vendas de cada produto no período de análise definido, e seu respectivo valor em renda.

Passo 2:

Calcule a renda total do período

Some todos os ganhos, com todos os produtos, não se esqueça de nada!

Passo 3:

Calcule a participação de cada produto em porcentagem

Compare a renda gerada por cada produto individual em relação a renda final, e por meio de cálculo simples de porcentagem veja a representação de cada item em suas vendas.

Obs.: Sempre é indicado o uso de algum sistema integrado ou de planilhas eletrônicas para auxiliar os cálculos.

Passo 4:

Catalogue os produtos em grupos (ABC)

Após descobrir a porcentagem de cada produto, as coloque em ordem decrescente e a partir daí separe-as em grupos. Por meio da soma sequencial das porcentagens, classifique os produtos cuja soma resulte em até 80% como grupo A. Os próximos 15%, produtos que somados gerem até 95% da renda serão classificados como grupo B, e os produtos restantes 5% -de 95% a 100%- farão parte do grupo C.

Passo 5:

Análise dos dados obtidos

Após essa catalogação, estarão claros os produtos que concentram a maior parte de sua renda (Grupo A) e, portanto, merecem um maior cuidado e atenção a seus estoques. Os produtos inclusos no grupo B são importantes para a manutenção da sua renda, por isso os estoques devem ser bem gerenciados, mas não apresentam caráter de urgência. Os produtos agrupados no nível C, são importantes para o fluxo de caixa, mas a depender do seu volume em estoque, devem ser reavaliados e dispensados na próxima compra.

É necessário permanecer com os dados atualizados e com a atenção redobrada caso os estoques correspondam a itens com prazo de validade curto (gêneros alimentícios), para evitar complicações futuras com clientes ou até mesmo um prejuízo por perda de estoque. Esteja também atento aos custos de manutenção dos seus produtos, procure mantê-los na cota mínima, assim o preço final não será impactado e eles venderão mais.

Gerenciar um estoque requer atenção a todas as fases e números da empresa, é necessário relacionar esses dados para obter um melhor planejamento logístico e oferecer sempre o produto certo na hora certa!

Fonte: bloggestãoerp

Entry filed under: Sem categoria. Tags: .

XIV Workshop Empreender e Recondicionar na cidade Rio de Janeiro. Na Diamond Brasil você compra agora e paga em Fevereiro 2017

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Bem vindo ao Blog da Diamond Brasil

Caro leitor, seja muito bem vindo ao blog da Diamond Brasil, empresa distribuidora de insumos para remanufatura de cartuchos de toner e tinta para impressoras laser monocromáticas e coloridas, impressoras jato de tinta e copiadoras. Neste blog você encontrará informações do mercado, novidades da Diamond Brasil, dicas de remanufatura e poderá interagir dando sugestões ou fazendo críticas.

Diamond Brasil no Twitter

Estatísticas

  • 309,389 visitantes

%d blogueiros gostam disto: