armazem.jpg

Empresários estão sempre à procura de maneiras para reduzir os custos e otimizar a produção. Muitos deixam passar diante de seus olhos a relevância de um setor crucial na cadeia produtiva, aquele responsável pela matéria-prima e sua gestão. O controle de materiais é tido como um departamento de suporte, que deve permitir a atividade dos demais setores, e prover aquilo que estes precisam para continuar desenvolvendo o produto ou serviço final da empresa. Mesmo sendo um departamento de suporte, as alterações na gestão de materiais tem grande impacto sobre seus lucros, uma vez que, excessos ou falta de suprimentos prejudicam seus planos de forma direta.

A atenção costuma passar longe da gestão de materiais até quando alguma coisa começa a dar muito errado. Geralmente os olhares se voltam para a compra de suprimentos, no momento em que a linha de montagem e produção se encontra bagunçada e desorganizada. Nem sempre a culpa está na gestão de suprimentos, uma mudança no layout de produção, ou na ordem dos processos já pode minimizar a bagunça que os operários estão enfrentando. Mas, a preocupação toma conta dos gestores quando o trabalho precisa ser interrompido pela falta de alguma matéria-prima, ou quando ao final do mês elas ainda se encontram ali, inutilizadas e provavelmente desperdiçadas nos armazéns da empresa.

Gestão de matéria-prima X Gestão de estoque

Um conjunto de práticas simples podem evitar que essas situações de desperdício de recursos prejudiquem seu orçamento. É interessante salientar, que a gestão de matéria-prima difere um pouco da gestão de estoque, pois, os produtos em estoque não costumam passar por transformações durante o processo, enquanto a matéria-prima servem de base para o desenvolvimento de produtos completamente diferentes do material original. Isso faz com que a relação de quantidades e de eficiência não sejam tão diretas como na gestão de um estoque de produtos prontos, por exemplo.

Gerir os materiais permite que você esteja no controle de toda a cadeia produtiva, pois será necessário acompanhar todo o caminho que aquele item percorre, desde a emissão de pedidos aos fornecedores, até a entrega do produto que sua empresa desenvolve. Você estará passando pela logística, pela relação com os fornecedores, e até mesmo pela gestão de estoque, além de poder controlar a qualidade de seus produtos desde o início da produção. Mas como fazer isso com excelência e sem perda de tempo? Veremos a seguir!

Entenda sua linha de produção!

Qualquer texto relacionado à administração de negócios vai sugerir que buscar o autoconhecimento é a melhor forma de encontrar soluções! Conhecendo a si mesmo, é muito mais fácil otimizar os processos e evitar desperdícios.

Para gerir as matérias-prima a premissa continua a mesma. É indicado fazer um estudo interno, bem profundo, que defina e registre tudo aquilo que cada uma das etapas necessita para operar com eficiência. A partir de então, é possível prosseguir com a listagem desses itens, buscando sempre colocar o máximo de detalhes em sua descrição.

O estudo interno também ajudará a quantificar as necessidades de cada uma das matérias-primas, e também estabelecer a frequência de compra. Fica evidente que não se pode controlar esse setor de qualquer jeito, como em qualquer outro setor, é extremamente necessário investir um pouco de tempo para entender todo o processo, e planejar as ações. Entenda que o tempo ali gasto irá evitar desperdícios que poderiam gerar grandes prejuízos.

Crie ou implante um sistema de identificação!

Depois de saber o que comprar e quando comprar, você terá que armazenar tudo isso em um local. Em seu armazém ou almoxarifado provavelmente estarão juntos produtos de vários segmentos, todos utilizados em seu objeto de venda final. A organização desses itens é substancial para a eficiência da cadeia de produção! Se seus funcionários não conseguem achar aquilo que já foi comprado, e a atividade precisa parar por conta disso, o prejuízo é multiplicado pelo tempo de inércia, e pelo custo dos produtos que não são encontrados em sua posse.

Criar ou implantar um sistema de identificação resolve essas questões de maneira imediata. Para aqueles itens que vêm embalados de suas fornecedoras, é indicado utilizar a codificação por barras, já conhecida dos varejistas. Em conjunto com o seus sistema ERP, cadastre todos os códigos de barras das matérias-primas que você usa, e codifique também suas prateleiras. Cruzando essas informações você saberá onde cada item deve estar!

Para produtos que não costumam vir em embalagens, a indústria tem começado a usar uma tecnologia ainda nova, chamada RFID (Radio-frequency Identification), ou identificação por radiofrequência. Que identifica os produtos a partir de chips acoplados à grandes distâncias, dessa forma aquela matéria prima pode ser acompanhada durante toda a linha de produção.

Se a sua empresa ainda é pequena, você pode criar o próprio sistema de etiquetagem em conjunto com seu ERP, pesquise um pouco, e descobrirá que existem algumas combinações entre números e letras que podem tornar a identificação muito mais simples.

Organização e condições de armazenamento!

O grande objetivo em gerir as matérias-prima é mantê-las em um ambiente organizado, que favoreça o seu uso pelo restante dos funcionários. Então comece com uma boa limpeza no local onde seus materiais serão guardados. Sujeira torna o ambiente desagradável, além de comprometer a qualidade daquilo que você comprou antes mesmo de colocá-lo na cadeia de montagem. Cada tipo de produto requer condições específicas de armazenamento, e prestar atenção a isso é uma questão básica para o controle de estoque, e também de matérias-prima.

Com essa preocupação sobre o armazenamento, vem também a de acompanhar a validade de cada item, é preciso criar um calendário de reposição, e utilizar notificações para que você não perca dinheiro com produtos estragando em seu armazém. Utilizar um sistema de gestão ERP pode simplificar isso, pois ele integra as informações do cadastro feito para cada produto, com o seu calendário, ou até mesmo com a emissão de pedidos caso seja de sua vontade. Assim o ciclo fica automatizado, e você sempre terá material para continuar a fazer o seu trabalho.

Para uma boa gestão de seu negócio recomendamos o sistema ERP Brascomm, completo para o seu negócios e bastando apenas uma conexão com a internet é possível gerenciar toda a sua empresa com alguns cliques e ter o controle de seus gastos, lucro, estoque, produção, clientes, produtos, ordens de serviço e muito mais.

Fonte:BlogBrascomm

Anúncios