10

 Os fornecedores de impressão sempre têm que caminhar por uma estreita corda quando se trata de buscar novas oportunidades, novas aplicações e novos segmentos de mercado. Que possibilidades se perseguem e quais não? Permite você que o que parece ser um segmento de mercado “quente” passe a seu lado e siga adiante? OU lhe dá uma oportunidade e talvez tenha que deixar no caminho algo que você persegue atualmente? E quando toma essas decisões? Poderia ser a hora para tomar tal decisão quando se trata de impressão industrial.

Como categoria, a impressão industrial é, todavia, nova, mas está evoluindo rapidamente à medida que as novas tecnologias empurram os limites de o que é possível. Seu objetivo deve ser aprender tanto sobre o tema como lhe seja possível e tão rápido como lhe seja possível. Como resultado, você estará em uma forma muito melhor para tomar a decisão sobre se (e quando) estará em condições de puxar o gatilho industrial.

Para lhe ajudar a decidir se é hora de abraçar esta “revolução industrial”, reunimos os seguintes dez fatores.

  1. Definindo o mercado

A primeira pregunta que se faz a maioria das pessoas quando escuta o termo “impressão industrial” é: “que é?” Em termos simples, a impressão industrial é utilizar tecnologias de impressão no processo de fabricação. A diferença do foco tradicional, que põe a tinta sobre o papel de algum tipo ou se imprime sobre materiais promocionais já terminados (como ser bolas de golfe, canetas ou outros artigos pequenos), a impressão industrial se faz na própria linha de fabricação. Assim que ao invés de uma gráfica conseguir um envio de bolas de golfe para imprimir os logotipos sobre elas, em impressão industrial os logotipos serão impressos nas bolas à medida que se movimentem através do processo de fabricação e sairão da linha de fabricação com a marca já impressa e pronta para ir a seu destino final.

Mas enquanto que esta é uma das definições mais comuns, não é a única maneira de defini-la. A medida que a indústria evoluiu, o termo “impressão industrial” tenha chegado a abarcar mais tipos de impressões. Hoje em dia também pode se referir ao processo de impressão sobre qualquer coisa e em quantidades muito grandes. Nesse caso, incluso se não está diretamente sobre a linha de processo de fabricação, o processo de impressão se converte em um processo de fabricação, pelo que o termo “impressão industrial” tem crescido para cobrir esse tipo de uso. Por último, a terceira forma em que se pode definir o termo é segundo como se vai já a usar. Esta definição pode ser um pouco mais ampla, mas em geral se diz que esta categoria se pode dividir em duas amplas categorias: decorativas e funcionais.

Terry Taber, Diretor técnico e Vice-presidente Sênior da Kodak, define à categoria “Decorativa” como aquela “definida pelo substrato e o uso do produto final, incluindo cerâmica, vidro, madeira, laminados e têxteis com aplicações nos segmentos de arquitetura, automotiva, eletrônica de consumo, bens de consumo e revestimento de paredes”.

E a “Funcional”, como implica o título, significa impressão para funcionalidade dentro de um componente, dispositivo ou produto. Esta categoria inclui: Impressão 3D para protótipos, ferramentas e fabricação; eletrônica impressa, como semicondutores, telas e painéis solares e a impressão para aplicações biomédicas tais como produtos farmacêuticos e órgãos artificiais.

  1. Que significa para você?

Que significa impressão industrial para seu negócio? Para aqueles que querem entrar neste segmento, em parte significa pensar mais adiante do papel. “Em geral, os segmentos de comunicações gráficas e embalagens imprimem em papel, ainda que em milhares de diferentes tipos, pesos e acabamentos, assim como cartões ondulados e flexíveis”, comenta Taber. “Em impressão industrial, uma das maiores considerações é o passo a uma categoria muito diversa de substratos”.

Outra forma de definir a impressão industrial é como a “utilização de tecnologias de impressão no processo de fabricação. É um procedimento mediante o qual a tinta ou outra substancia se imprime sobre um produto com fins funcionais ou decorativos”.

  1. Pense em Tecidos

Um segmento dentro da categoria de impressão industrial que está crescendo tremendamente rápido é a impressão têxtil. As soluções, especialmente no segmento de impressão digital, para a impressão de tecidos personalizados têm conseguido incríveis avanços nos últimos anos. Decoradores de interiores, arquitetos corporativos e desenhistas de móveis estão começando a explorar o conceito de ser capazes de personalizar as impressões e os padrões de tudo, desde o sofá da sala de espera do vestíbulo às cortinas em um escritório. E como esse segmento continua crescendo, as ofertas dos consumidores que permitem às pessoas desenhar seus próprios móveis e telas também possivelmente decolarão.

Para satisfazer a demanda, os negócios terão que investir naqueles tipos de equipamentos que possam manejar não somente a impressão destes tipos de aplicações em pequenos lotes se não além disso deverão ter a capacidade de fazer impressões mais longas e continuas (incluso longas e variáveis como aquelas que podemos fazer hoje com impressão digital sobre o papel) à medida que a demanda cresça.

  1. Analise o terreno e invista em equipamento

As telas não são a única opção, certamente. Atualmente muitas das gráficas digitais têm a capacidade de imprimir em uma grande variedade de substratos muito mais amplo que a maioria das impressoras. A atual tecnologia de cabeças inkjet já foi modificada para funcionar com tecidos, cerâmica, papelões e muitos mais. Os cabeçotes inkjet formam parte de quase todas as aplicações 3D de hoje, a qual é outra área de impressão industrial que está ainda em sua infância e que a medida que os manufaturadores aperfeiçoem sua tecnologia e baixem os custos, se converterá em uma grande força na indústria de impressão (provavelmente antes do esperado).

No entanto, Talber assinala que “os atuais mecanismos de transporte funcionarão com alguns substratos de impressão industrial, mas não com todos. E em muitos cenários deverão ser modificados. Depende do controle de web e da capacidade de entregar a uniformidade requerida, a resolução e o registro do material impresso para a aplicação que se está produzindo na gráfica”.

Uma boa forma de começar é utilizando o equipamento atual para analisar o terreno e ver o que poderia ser possível e o que os clientes de seu negócio poderiam ser capazes de ganhar mediante a expansão de seus oferecimentos. Mas seja consciente que deverá investir em equipamento desenhado para estes tipos de aplicações uma vez que tenha começado e passe um certo umbral do negócio.

E tampouco se trata somente de hardware. Os atuais fluxos de trabalhos e ferramentas utilizadas por a maioria das lojas de impressão funcionarão corretamente enquanto explore a categoria e como poderia você fazer crescer o negócio. Mas com o tempo, é provável que deseje investir em soluções prontas sob medida para as aplicações específicas na que se está focando.

No curto prazo, especialmente para aquelas lojas que querem “analisar o terreno”, uma das melhores oportunidades é o papel de parede personalizado. É muito similar à impressão em papel que as lojas de impressão já conhecem e abre uma porta a outras aplicações industriais, tais como tecidos e embalagem.

  1. Abundam as oportunidades

Este não é um jogo a “curto prazo”. “Muitas das oportunidades na categoria de impressão industrial são a longo prazo e exigirão novas tecnologias e de modificações à infraestrutura ou novas construções para aproveitar ao máximo da evolução do modelo de negócio”, adverte Taber.

Uma das melhores formas para quem está no negócio de impressão e quer aventurar-se neste segmento, é começar a conversar com seus fornecedores de tecnologia. Realizando desde o começo alianças com eles, poderão não somente migrar às novas tecnologias à medida que se desenvolvem além de poder ajudar a moldá-las oferecendo exemplos do mundo real de o que querem fazer ou dos problemas que enfrentam e logo trabalhar para encontrar novas maneiras de solucioná-los.

  1. Participar dos eventos do segmento

Se deseja investigar mais sobre a impressão industrial, pode lhe resultar muito útil participar de algum dos muitos eventos, exposições e conferências que se desenvolvem em distintas partes do mundo. Isto lhe permitirá entrar em rápido contato com a atualidade, com as últimas tecnologias, equipamentos e soluções de manufatura. Além disso poderá conversar com especialistas da indústria que oferecem produtos e serviços, lhe ajudando a compreender as distintas categorias de trabalho e se sua empresa se encontra em condições de se focar neste novo território.

7 – Jogar um grande papel na embalagem

Outro segmento de impressão industrial em crescimento é o de embalagem (packaging). Em uma recente pesquisa realizada nos Estados Unidos, 74% dos entrevistados considerou que a embalagem é o setor de maior expectativa de crescimento em 2017. Se estima que o valor da impressão global de embalagem é de $ 296 bilhões e que o digital representa atualmente somente $ 3,26 bilhões. Claramente os índices mostram um grande potencial de crescimento comparando o baixo nível de penetração da impressão digital.

Segundo os entrevistados, a velocidade e a flexibilidade são as principais razões pelas que se estima que as soluções de impressão industrial inkjet desempenharão um papel mais importante no setor de embalagem em um futuro próximo.

Alguns empresários afirmam que até agora grande parte da discussão e do investimento parece estar centrado nas possibilidades de personalização como uma forma “sexy” de mostrar o valor do digital. Mas que o verdadeiro valor não está na personalização se não na variabilidade e a eficiência que o digital proporciona à produção.

Outros pontos destacados da pesquisa são os seguintes:

  • Quase 50% dos entrevistados crê que o inkjet desempenhará um papel mais importante em embalagens dentro dos próximos dois a cinco anos.
  • A química da tinta segue sendo o maior desafio para as novas aplicações inkjet.
  • As embalagens flexíveis, as etiquetas e os segmentos de embalagens diretos têm o maior potencial para investir e adotar soluções industriais inkjet.
  • Quase 32% dos entrevistados crê que a flexibilidade e a velocidade oferecem o maior valor para a impressão digital para embalagens.
  • Os entrevistados consideraram que duas das grandes barreiras para uma maior adoção do mercado são que as marcas e os representantes estão demasiado focados em que a qualidade da impressão digital seja comparável à da impressão analógica. Além disso asseguram que a cadeia de insumo investe demasiado em tecnologia analógica, pelo que é reticente à mudança.
  1. Encontrando dólares em decoração

Observadores do mercado afirmam estar detectando uma mudança contínua para a fabricação inteligente e uma crescente demanda dos consumidores de produtos personalizados dentro do mercado de decoração. A decoração é uma parte importante de qualquer processo industrial, mas é particularmente importante quando um produto possui que desempenhar um papel funcional e decorativo.

Quase 75% dos entrevistados consideraram que o segmento de decoração com maior potencial para a tecnologia inkjet são paredes, papéis de parede e imagens, incluindo a impressão em vidro, plástico e outras superfícies. Quase 55% da produção de pisos de feltro, laminados de madeira e LVT (azulejos de vinil de luxo), mostrou um alto potencial.

Dentro de setores como o da cerâmica, o inkjet substituiu virtualmente os processos analógicos, mas dentro do amplio mercado do decorado, 75% dos entrevistados indicaram que creem que o inkjet não substituirá aos analógicos se não que criará seu próprio valor, desempenhando um papel que os processos analógicos não podem e que é o de criar novas possibilidades.

  1. Fortes perspectivas de crescimento de negócios e investimentos

Nos Estados Unidos, muitos percebem uma tremenda oportunidade para o crescimento da tecnologia digital de impressão industrial devido ao grande número de empresas manufatureiras. Se bem o mercado norte-americano adota a tecnologia de maneira diferente que a Europa, um mercado unificado dos Estados Unidos atrai participantes maiores e grupos de demanda. De qualquer maneira, todo país que combine desenvolvimento industrial com financiamento de novos negócios, possui fortes perspectivas de crescimento de negócios e investimentos.

De acordo a InPrint USA, o mercado norte-americano da indústria digital ou de produção representa ao redor de 30% do mercado global, enquanto que Europa representa uma quota ligeiramente superior e em torno de 34%. Um informe publicado no início deste ano, dá uma fotografia dos mercados de impressão industrial da América do Norte, entre os que destacam:

  • A indústria digital de impressão industrial é abastecida por menos de 100 fornecedores globais, muitos dos quais se encontram no Japão, com investimentos totais por sistemas, tecnologia e química de imagem estimados acima de

$ 110 bilhões de dólares.

  • Estes fornecedores globais investem fortemente nos mercados de escritórios e de consumo que, ainda que sigam sendo muito rentáveis, estão maduros e em declive. De fato, mais de 85% de seus investimentos caem nesta classificação, o que está levando a estas empresas a buscar mercados novos e acessíveis com grande urgência.
  • As propostas de valor mais importantes para a adoção da impressão industrial digital são a redução de custos, a resposta mais rápida e a criação de novas oportunidades de mercado. No entanto, a maior proposição de valor a longo prazo para a impressão industrial digital está no setor de embalagem com conteúdo personalizado, para servir a padrões de demanda cada vez mais fragmentados.
  • Se estima que as expectativas de crescimento para a impressão analógica industrial seguirão uma taxa de crescimento inflacionário anual de 2%. Para o inkjet digital, o crescimento esperado é consideravelmente mais alto, um 9% anual em médio em todos os segmentos de aplicação, o que significa que a impressão industrial nos Estados Unidos crescerá mais de 32.000 milhões de dólares em 2020.
  1. Abraçar a evolução

Impressão industrial significa muitas coisas para muita gente. Como indicamos anteriormente, é um segmento que ainda segue evoluindo e cujo futuro está no aumento da quantidade de impressões e produzidas em uma gama cada vez maior de substratos e objetos. Não é um negócio adequado para qualquer loja, mas para aqueles que creem que poderia ter sentido agregar estes serviços a seu mix de produtos, poderia ser uma grande oportunidade de crescimento, tanto a curto como a longo prazo.]

FONTE: Blog do Reciclador.

Anúncios